Prateleira da Domaine Vinhos (104 Sul)

Com o crescente aumento no consumo de vinhos, hoje temos mais alternativas de onde comprá-los, mas a dúvida é… Qual o melhor lugar para comprar um bom vinho? Há diversos fatores a se considerar, como o preço, armazenamento, variedade, comodidade e, principalmente, o atendimento feito por vendedores que trazem conhecimento. Afinal de contas, com tantos rótulos à disposição do consumidor, com tantos tipos de uvas diferentes e garrafas dos mais diversos lugares do mundo, o cliente pode e deve contar com um atendimento diferenciado e personalizado, principalmente se for um degustador iniciante.

Muitos varejistas hoje em dia possuem corredores dedicados ao vinho ou adegas com uma boa variedade de rótulos e preços. No entanto, comprar vinhos em supermercados tem algumas desvantagens… Um dos pontos negativos, ao meu ver, é que na maioria das grandes redes você não encontra o apoio de um funcionário capacitado para fornecer informações relevantes sobre os vinhos vendidos, fora as filas e o ambiente barulhento. Como absorver informações tão valiosas assim? E se a intenção é fugir do tradicional cabernet chileno e malbec argentino, um supermercado não será o melhor local para isso.
Lojas especializadas em vinhos costumam ter o ambiente apropriado para armazená-los com a temperatura adequada e pouca luz. Sem contar no delicioso silêncio e um ambiente tranquilo, tem uma vasta variedade de vinhos e preços. Os vinhos são organizados por países, o que ajuda na escolha. Muitas delas dispõem de acessórios para enriquecer sua experiência em degustar vinhos como taças, saca-rolhas, decanteres e embalagens diferentes próprias para levar o vinho.

Estas lojas possuem pessoas capacitadas para lhe ajudar a escolher o vinho ideal para sua necessidade (muitas vezes o dono da loja e seus funcionários possuem formação de sommelier). Um exemplo disso é a profissional Elizangela, vendedora Vintage Vinhos do Iguatemi shopping em Brasília, ela diz o seguinte: “Uma das grandes vantagens em comprar vinhos em loja física é poder manuseá-los, certificando-se de que o produto e sua embalagem atendam aos requisitos básicos de qualidade, e sair da loja conhecendo sobre o vinho que comprou, não tem preço.”.

Olha a Ju degustando vinho na Domaine (104 Sul) – Foto Sarah Stedile

Já a Nilza, da mesma loja diz o seguinte: “Independente do setor, um bom atendimento faz a diferença para atrair mais clientes e fidelizar aqueles que já conhecem os seus serviços e produtos. E esse é um dos grandes diferenciais e vantagens de apostar em um atendimento qualificado na venda de vinho: Você educa o seu consumidor e se torna referência para ele”.
Elizangela: “Conheça o seu cliente em primeiro lugar, está claro que o setor de vinhos tem muito a crescer ainda, mas principalmente no que diz respeito à fundamental importância em cultivar e orientar o seu consumidor.”.

A finalidade desta publicação não é indicar locais específicos para compra de vinhos, mas sim falar sobre cuidados e algumas peculiaridades entre duas opções, priorizando a propriedade do atendimento. Se você quer encontrar bons vinhos e não tem experiência suficiente, procure uma loja especializada e consulte seus vendedores sem medo e sem vergonha, pois garanto que eles terão o maior prazer em atendê-los. Se você já tem alguma experiência e procura por rótulos de uvas e países mais populares, grandes redes de supermercado poderão te atender perfeitamente.

Comentários