A 201 Norte ganhou no fim de 2017 mais uma investida da gastronomia local na culinária nordestina, o Vixi Mainha, comandado pelos empresários Sandres Almeida e Waltinho Ferrari Júnior. A dupla decidiu mesclar o melhor do Nordeste com cores nobres feitos na parrilla e assim criou uma identidade única.

“A carne de sol é o coração da casa. Porém queremos oferecer um cardápio com outras opções, para atingir um público maior. Optamos por oferecer cortes como ancho, chorizo, picanha e assado de tira preparados na parrilla”, explica Waltinho.

Entradas com pratas da casa aquecem o paladar com o queijo coalho (R$ 19,00), o queijo do sertão (R$ 19,00). Como principal, a Carne de Sol Completa traz porções de feijão de corda, macaxeira (especial com nata, cozida ou frita), arroz branco, manteiga de garrafa, paçoca de carne e cheiro verde. Ela é servida nas versões Executivo (R$ 32,00), Duplo (R$ 59,90), para duas pessoas, e Completo (R$ 108,90), que serve até três.

Feijão de Corda

Na parte da parrilla, bifes de Ancho e Chorizo podem vir acompanhados de três acompanhamentos, que o cliente escolhe entre as opções: farofa de ovos, arroz com brócolis, batatas rústicas, feijão preto, feijão de corda, purê de batatas, aspargos enlaçados com bacon, macaxeira frita e paçoca de carne.

Paçoca de Carne de Sol

Para fechar, a Cartola (R$ 21,90) vem com queijo do sertão acompanhado de banana, queijo e canela. Maria Bonita e Lampião (R$ 14,90) foi o nome escolhido para a goiabada cascão com queijo coalho.

SERVIÇO:
Vixi Mainha Carne de Sol
Endereço: CLN 201 Bloco B Loja 37
Telefone: (61) 3542-1072
Funcionamento: segunda a quarta-feira, das 11h à 0h; quinta-feira a sábado, das 11h à 01h30; e domingo, das 11h30 às 17h

Comentários

Max Cajé
Cria do Cerrado, Max Cajé negou as raízes ao detestar pequi, descobriu que o amor à culinária nordestina era hereditário e que paladar é algo que se conquista, com muito treino e, às vezes, dinheiro para pagar a conta. Sempre teve uma relação de amor com a comida e nunca deixou de agradecer o advento do metabolismo rápido nesse processo. Começou a estrada de jornalista escrevendo sobre moda, caiu na Gastronomia por acidente e se especializou por amor. Aprendeu que até chegar à mesa, o alimento cria carreiras, muda vidas, aguça os sentidos e cria histórias, boas e ruins, as quais pretende contar aqui.