A partir desta segunda-feira, dia 22, Brasília passa a integrar o roteiro do selo Così, premiado restaurante de gastronomia italiana moderna, com 10 anos de história em São Paulo.

Apesar do nome e do estilo de cozinha, o endereço brasiliense se apresenta não como uma filial no estilo réplica do que se come em Santa Cecília, na capital paulista, mas como uma casa com identidade voltada para o público local. Nesta unidade, ainda entram os sócios Marco Espinoza, do também consagrado Taypá, o empresário Leonardo Recalde e o responsável pelo menu, o chef Renato Carioni.

O cardápio mistura clássicos da casa original com criações novas de Carioni, como o Ovo mollet (R$39), aqui servido com vichyssoise, e o Ossobuco ladeado por risoto de espinafre com limão e gremolata tradicional (R$ 84), dois símbolos da marca.

Polpo Grigliato con Risoto Nero – crédito DUO Fotografia

Outro destaque e pedida certa por aqui é o Polvo grelhado com risoto al nero di seppia e emulsão de alcaparras (R$ 109). Nas entradas, chama atenção o Crudo de vieira com caviar, abacate e vinagrete cítrico (R$ 89).

Uovo Mollet – crédito DUO Fotografia

Entre as massas, todas feitas na casa, assim como os pães servidos, destaque para o clássico Ravioli de pato com molho de laranja e pinoles tostados (R$ 85).

No encerramento, uma releitura do tradicionalíssimo Tiramisù, que aqui chega à mesa com um estilo “desconstruído” e saboroso.

Tiramissù – crédito DUO Fotografia

O Così Brasília conta também com um menu degustação de seis etapas fixas e um executivo com três (R$ 86), com opções que mudam diariamente.

Così Brasília
Brasília Shopping, 2º piso
Funcionamento: De segunda a quinta, das 11h30 às 15h e das 18h30 às 23h / sexta das 11h30 às 15h e das 18h30 à 0h / sábado das 11h30 às 16h e das 18h30 à 0h e domingo das 11h30 às 16h e das 18h30 às 22h30.
Fone: 61 3553-9942

Comentários

Max Cajé
Cria do Cerrado, Max Cajé negou as raízes ao detestar pequi, descobriu que o amor à culinária nordestina era hereditário e que paladar é algo que se conquista, com muito treino e, às vezes, dinheiro para pagar a conta. Sempre teve uma relação de amor com a comida e nunca deixou de agradecer o advento do metabolismo rápido nesse processo. Começou a estrada de jornalista escrevendo sobre moda, caiu na Gastronomia por acidente e se especializou por amor. Aprendeu que até chegar à mesa, o alimento cria carreiras, muda vidas, aguça os sentidos e cria histórias, boas e ruins, as quais pretende contar aqui.