Domingo de sol e calor não poderia ser mais propício para celebrar o Dia do Sorvete, comemorado oficialmente neste 23 de setembro. Entre um gelato e outro, selecionamos algumas sugestões imperdíveis para você se refrescar da melhor maneira possível. Vem com a gente.

O mais novo da lista, o Ilgiorno Gelato já chega com grande estilo com produtos 100% artesanais em uma vitrine com 16 sabores diferentes, entre eles: pistache, avelã, fior di latte, crema cheesecake, sálvia, limão, framboesa 0, tiramisú, chocolate 70%, doce de leite, caramelo salgado e Yakult.

Os clientes podem escolher entre três tamanhos: pequeno (R$ 12); médio (R$ 16) e grande (R$ 18). Em todas, é possível colocar três sabores diferentes. Já a casquinha (R$ 16), com dois sabores.

A rede Bacio di Latte, recém premiada como a melhor sorveteria de 2018 na cidade, também preza pelo artesanal, produzindo os gelatos nas próprias unidades. São três tamanhos de copinhos: Pequeno (R$ 11), Médio (R$ 13) e Grande (R$ 16), e em todos o cliente pode selecionar 3 sabores diferentes de gelato. Além de frutas como manga e maracujá, os sabores contam com os cremosos como Chocolate amargo e Romeu e Julieta.

Sem conservantes, sem gorduras hidrogenadas e com produtos 100% naturais, a Lo Voglio caiu no gosto brasiliense por garantir muito sabor em suas criações. Banana, tapioca, paçoca e até gelato de espumante estão no catálogo da marca. Na casquinha, uma bola é vendida por R$ 12, e duas por R$ 14. No copo, há também o tamanho grande por R$ 16.

Como não poderia faltar, a experiente e premiadísisma Saborella segue como point quando o assunto é sorvete. Dos clássicos aos menos óbvios como o de chocolate de São Tomé e Príncipe, avelã do Piemonte e o de Café, a casa é orgulho dos brasilienses e sinônimo de qualidade. A bola custa R$ 14,00, acima da média, mas com certeza vale o que custa.

Nos restaurantes da cidade também é possível comemorar o Dia do sorvete como sobremesa. No Contê – Food and Drinks, o Petit Gateau de Bolo de Rolo de Goiabada com Sorvete de Tapioca (R$ 29) é o must have.

O Contê – Food and Drinks também é o destino para os apaixonados por sabores do Brasil. A casa contemporânea apresenta influências nacionais nos pratos, como é o caso do sorvete, que aparece no Petit Gateau de Bolo de Rolo de Goiabada com Sorvete de Tapioca (R$ 29). O tradicional Petit Gâteau também não fica de fora, com bolinho de chocolate e sorvete de creme (R$ 25).

No Rubaiyat, a bela vista do Lago Paranoá pode ser adocicada com a clássica Tarte Tatin (R$ 51), de maçãs caramelizadas com sorvete de baunilha. Uma ótima pedida para compartilhar, já que serve de duas a três pessoas.


SERVIÇO:
lgiorno Gelato
CLN 113 Bloco A, lojas 1 e 5 – Asa Norte, (61) 3203-4608. De terça-feira a domingo, de 12h30 às 20h

Bacio di Latte
Shopping Conjunto Nacional (loja no 1º piso e quiosque no 2°, 61 3033-4761); ParkShopping (2º piso, 61 3036-2496) e Brasília Shopping, 61 97533-30131. De segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 14h às 20h.

Lo Voglio
Lo Voglio – Quiosques Aeroporto – Pier 1 e 2. Todos os dias, das 8h às 23h
SCLS 104, Bloco “A”, Loja 09, Das 12h às 20h
Unidades também no Venâncio Shopping e Gilberto Salomão.

Saborella
CLN 112 Norte, bloco C, loja 38, (61) 3340- 4894. De segunda a domingo, das 12h às 22h

Contê – Food and Drinks
CLS 403, Bloco D, Loja 10, Asa Sul, (61) 3554-9474.De Segunda a quarta, das 12h às 15h e das 19h à 0h. Quinta, das 12h às 15h e das 19h à 1h. Sexta e sábado, das 12h à 1h. Domingo, das 12h às 17h

Rubaiyat Brasília
Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 1, Lote 01 A – Asa Sul, (61) 3443-5000. De segunda-feira a sábado, das 12h à 23h30. Domingo, somente almoço, das 12h até às 18h

Comentários

Max Cajé
Cria do Cerrado, Max Cajé negou as raízes ao detestar pequi, descobriu que o amor à culinária nordestina era hereditário e que paladar é algo que se conquista, com muito treino e, às vezes, dinheiro para pagar a conta. Sempre teve uma relação de amor com a comida e nunca deixou de agradecer o advento do metabolismo rápido nesse processo. Começou a estrada de jornalista escrevendo sobre moda, caiu na Gastronomia por acidente e se especializou por amor. Aprendeu que até chegar à mesa, o alimento cria carreiras, muda vidas, aguça os sentidos e cria histórias, boas e ruins, as quais pretende contar aqui.