A GB Vinhos começa 2019 borbulhando novidades. A importadora brasiliense apresentará a nova versão de seu portal online (gbvinhos.com.br) nesta quinta-feira (21), trazendo mais informações, promoções e oportunidades para os interessados e consumidores de uma das bebidas mais apreciadas do mundo. Os primeiros clientes a acessarem a nova página serão presenteados com descontos promocionais a serem usados na própria plataforma.

Com atuação em diversos segmentos do mercado, os sócios Guto Jabour, Luiza Melo e Maria Eduarda Mendes apostam em um layout moderno, próximo do público e mais interativo. No espaço digital, os interessados contarão com mais conforto e praticidade para realizarem suas compras. Os clientes terão, ainda, a liberdade de montar, por exemplo, a seleção que desejarem, seja com dois ou mais vinhos tintos, brancos e roses – ou até mesmo a mistura de ambos.

Na plataforma, os clientes poderão dispor do auxílio de um chat online para obter orientação de assinaturas, cursos e ingressos para eventos, além, é claro, de orientação de harmonizações e melhores relações custo/benefício.

“O site terá mais de 300 rótulos, oriundos de mais de 10 países, disponíveis para compra. No ambiente, haverá um espaço dedicado a vinhos orgânicos e naturais e também só para vinhos com valores abaixo de R$ 50”, antecipa. Os valores irão variar de R$ 60 até R$ 150.

O empreendimento traz produtos da França, Itália, Espanha, Grécia, Austrália, África do Sul e do Brasil. Aqueles que realizarem a compra do vinho receberão a bebida na porta do próprio endereço de entrega cadastrado.

Quem me acompanha sabe que eu sou anunciante há mais de um ano e ADORO!

Sobre o GB Vinhos – Brasília é, hoje, um dos principais mercados de vinho do Brasil. O início da GB Vinhos se deu juntamente com os primeiros passos da capital neste mercado. A empresa foi responsável por criar grandes eventos, como a Wine ‘n Music, WineSet e a organização da maior feira de vinhos do Brasil, a Vinum Brasilis . O projeto é uma parceria dos empresários Guto Jabour, Luiza Melo e Maria Eduarda Mendes.

Comentários