Velhos conhecidos da botecagem na cidade, os empresários Marcelo Dantas (Beirute) e Márcio Schettino (Empório Santo Antônio), abriram a casa com uma pegada diferente no início de dezembro, no Pier 21. Batizado de CowTainer, o point faz questão de ressaltar seu principal atrativo, a costela bovina.

E para agregar ainda mais valor ao time, o chef Tonico Lichtsztejn (400quatrocentos) é quem assina o cardápio de pratos e petiscos, com destaque para a trilogia da costela, um mix de três cortes da mesma costela mas com sabores e texturas diferentes, sempre harmonizados com três chopes artesanais escolhidos diariamente pelo sommelier da casa. Além da porção de croquetes de costela, que promete ser uma das sensações do lugar.

Croquetes

Apesar da estrutura de container, o local tem capacidade para 120 pessoas graças à varanda, onde ficam boa parte das mesas, e um andar superior, com uma sala mais reservada, ideal para grupos menores. Os apaixonados por cerveja têm seu lugar cativo no balcão, de onde saem 10 taps de chopes de todo o país.

A única torneira que será fixa é a do Beira Bier, enquanto as outras passam por uma rotatividade de marcas e cervejarias, com o intuito de trazer mais experiências ao paladar dos cervejeiros.

O cardápio também varia entre almoço e jantar. Durante o dia, costela assada e grelhados são algumas das opções acompanhadas de serviço volante e uma salada da casa de entrada. Já aos fins de semana e feriados, pratos para toda a família entram como sugestão. A celebração da carne chega até à sobremesa, com o petit gateau de banana com crocante de costela e sorvete de chocolate. Vegetarianos também ganharam opções no menu.

SERVIÇO:
Cowtainer
Telefone: 61 3226 7994
Onde: Pier 21 – St. de Clubes Esportivos Sul Trecho 2 32 – Asa Sul
Funcionamento: De segunda a quarta, das 12h à 0h. De quinta a domingo, das 12h à 01h. Sexta e sábado, das 12h às 02h

Comentários

Max Cajé
Cria do Cerrado, Max Cajé negou as raízes ao detestar pequi, descobriu que o amor à culinária nordestina era hereditário e que paladar é algo que se conquista, com muito treino e, às vezes, dinheiro para pagar a conta. Sempre teve uma relação de amor com a comida e nunca deixou de agradecer o advento do metabolismo rápido nesse processo. Começou a estrada de jornalista escrevendo sobre moda, caiu na Gastronomia por acidente e se especializou por amor. Aprendeu que até chegar à mesa, o alimento cria carreiras, muda vidas, aguça os sentidos e cria histórias, boas e ruins, as quais pretende contar aqui.